No portfólio de soluções da Sumitomo Chemical, você irá encontrar a associação de três produtos completos para ativar o maior nível de controle do bicho-mineiro (Leucoptera coffeella), principal praga que ameaça a produtividade dos cafezais, podendo resultar em perdas de até 70% na produção de café.

O evento de Dia de Campo Experiência Sumitomo Chemical apresenta as principais novidades para a safra atrelado ao nosso portfolio híbrido e inovador, com base nas principais culturas da região, com produtos do segmento de BioRacionais (seletivos, sustentáveis) e químicos.

A Sumitomo Chemical disponibiliza programas inteligentes de manejo fisiológico, com recomendações técnicas personalizadas para cada cultura.

Programa SOJA+

SOJA+ é um programa de Manejo Fisiológico Inteligente, que utiliza de tecnologia sustentável para melhorar a arquitetura de plantas, fechamento de ruas e manejo reprodutivo para mais engalhamento, retenção e pegamento de flores.

A solução híbrida que combina biológicos e químicos para a proteção do produtivo da sua lavoura.

Um produto inovador e exclusivo para o controle das principais doenças da soja.

Visite a página do produto

Manejo de pragas em sistemas de produção

O entendimento do sistema de produção, a sequência de culturas e as demandas de manejo são de suma importância para o sucesso e sustentabilidade da cadeia.

Neste cenário, compreender os principais desafios que levam à manutenção de altos tetos produtivos das culturas envolvidas passam pelo entendimento desde as demandas sobre fertilidade, biologia do solo, até o cenário de proteção de plantas (doenças, plantas daninhas e pragas) é extremamente relevante para o sucesso. 

De forma inteligente, devemos projetar que o desafio no controle de pragas não será igual em sistemas que terão sequência de soja/milho, sistema soja/algodão ou mesmo soja/trigo. Isso porque algumas pragas podem entrar em desequilíbrio em um cultivo e aumentar para o próximo ou mesmo podemos controlar uma praga na soja para que não cause tanto dano no cultivo seguinte e vice-versa.

Confira abaixo um desenho esquemático de sistema de produção:

Desenho esquemático de sistema de produção Pré- colheita Legion

No cerrado brasileiro existe uma predominância dos sistemas soja/milho, soja/algodão, soja/sorgo e soja/plantas de coberturas. Já na região sul há a presença dos sistemas trigo/soja, pastagem/soja, milho/soja.

Além da diferença de espécies de plantas em cada período interferindo na dinâmica de pragas, outro fator pode ser determinante para entender essas interações é a entrada cada vez mais absoluta e dominante do uso de culturas com avanço de biotecnologia. 

Proteínas Bt´s estão presentes nos cultivos de soja, milho e algodão e muitas vezes são as mesmas proteínas presentes no ano todo. Isso muda tanto a pressão de seleção de indivíduos resistentes quanto a quantidade e grupos químicos de inseticidas aplicados.

O gráfico abaixo mostra a evolução de área plantada de soja Bt no Brasil e a % de mercado (em US$) de inseticidas para lagartas e percevejos.

Gráfico que apresenta o % de área cultivada de Soja BT, % do mercado de inseticidas para lagartas e percevejos.

Gráfico que apresenta o % de área cultivada de Soja BT, % do mercado de inseticidas para lagartas e percevejos.

Conforme o gráfico acima, no ano de 2017 a área de soja Bt atingiu 55% da área cultivada e levou a inversão do mercado de lagartas e percevejos. Atualmente o mercado de percevejos representa 53% do valor investido em inseticidas na cultura da soja.

Considerando o aumento do desafio no controle de percevejos, quando olhamos o sistemas Soja-milho houve um aumento expressivo de duas espécies de percevejos: percevejo marrom e percevejo barriga verde. O percevejo marrom causa maiores danos na cultura da soja enquanto o barriga verde causa maior dano na cultura do milho. Em muitas regiões o mal controle de tigueras de milho e plantas daninhas na soja tem causado um aumento expressivo de barriga verde para cultura do milho. O mesmo efeito serve quando olhamos um manejo ineficiente de plantas tigueras de algodão na soja aumentando a pressão de bicudo no sistema. Outro efeito notado recentemente é no excesso de aplicações de inseticidas para cigarrinha e percevejo no milho levando a um aumento na pressão de ácaros na segunda safra tanto para milho quanto para algodão.

Olhando pela ótica do sistema de produção é importante conhecer os impactos dos inseticidas na conjuntura da dinâmica de pragas e não apenas em um alvo específico, além das ferramentas com os devidos registro para uso nestas culturas envolvidas. É o caso de do piretróide Fenpopatrina que além de não desequilibrar ácaros como os demais pode ter efeito acaricida em algumas culturas. No sistema soja-algodão algumas ferramentas para controle de percevejo na soja podem já ajudar no controle de bicudo remanescente na área como é o caso do Legion® que controla tanto percevejo quanto bicudo. Outro exemplo é a interação da mosca branca nos cultivos do cerrado. O controle não efetivo de mosca branca na soja pode levar ao aumento de grandes populações para o feijão e algodão. Nesse sentido a Sumitomo Chemical tem como ferramenta o Decision® que além de controlar bem os percevejos na cultura da soja controla também adultos de mosca-branca e por ter na sua composição o piretróide Fenpopatrina que não causa desequilíbrio de ácaros.

Já no cenário de lagartas houve o aumento de danos de Spodptera frugiperda em todos os cultivos além da expansão de Rachiplusia nu em soja Bt e Helicoverpa ssp em milho Bt. Cada vez está mais complexo de saber qual gênero de lagarta irá predominar em cada cultivo. Por isso o planejamento é importante e escolher ferramentas de amplo espectro facilita o controle de lagartas e evita surpresas indesejáveis como ter planejado o controle de Spodoptera e a lagarta presente ser a Rachiplusia ou Helicoverpa. O Abaday®, inseticida com dois modos de ação da Sumitomo Chemical, traz esse espectro de controle e faz um controle efetivo de lagartas nas culturas da soja, milho e algodão independente do gênero que ocorrer.

Neste sentido, entender os nossos sistemas de cultivo e as suas culturas envolvidas é muito relevante na escolha e tomadas de decisão em termos de escolha de ferramentas de manejo. Ser assertivo é ser eficiente elegendo ferramentas que entreguem performance em amplo espectro dentro das principais culturas, uma vez que as principais pragas estão sendo cada vez mais relevantes em mais de uma cultura.

Dentro destas ferramentas supracitadas, estamos falando em 3 produtos com 6 ativos distintos para compor nossos manejos sobre sugadores e mastigadores, entregando controle eficiente e excelentes rotações de ativos.

Resultados

Abaixo podemos verificar alguns dos resultados do portfólio de inseticidas da Sumitomo Chemical Latin America em comparação com padrões de mercado:

Média das avaliações de 9 trabalhos conduzidos na safra 2022/23, no controle de ninfas e adultos de Percevejo Marrom.

Média das avaliações de 9 trabalhos conduzidos na safra 2022/23, no controle de ninfas e adultos de Percevejo Marrom.

Média das avaliações de 15 trabalhos conduzidos na safra 2021/22, no controle de ninfas e adultos de Percevejo Marrom.

Média das avaliações de 15 trabalhos conduzidos na safra 2021/22, no controle de ninfas e adultos de Percevejo Marrom.

Média das avaliações de 2 trabalhos conduzidos na safra 2022/23, no controle de Rachiplusia nu.

Média das avaliações de 2 trabalhos conduzidos na safra 2022/23, no controle de Rachiplusia nu.



Precisa de ajuda?

Entre em contato conosco através dos
nossos canais de atendimento:

Atenção

Produto perigoso à saúde humana, animal e ao meio ambiente. Leia atentamente e siga rigorosamente as instruções contidas no rótulo, bula e receita. Utilize sempre os equipamentos de proteção individual (EPI´s). Proibida a utilização do produto por menores de idade. Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto. Aplique as doses especificadas e recomendadas na bula do produto. Primeiros socorros e demais informações, vide o rótulo, a bula e a receita agronômica. Descarte as embalagens e restos de produtos dentro das normas, e não reutilize as embalagens vazias. Sempre inclua outros métodos de controle de pragas, seguindo o MIP.

Produto para uso agrícola. Venda sob receituário agronômico. Consulte sempre um engenheiro agrônomo.

Atenção

Você está no site da Sumitomo Chemical, Divisão de Soluções para Agricultura, cujo conteúdo é restrito e destinado exclusivamente a engenheiros agrônomos e demais profissionais do setor agrícola.

PRODUTO PARA USO AGRÍCOLA. VENDA SOB RECEITUÁRIO AGRONÔMICO.
CONSULTE SEMPRE UM ENGENHEIRO AGRÔNOMO.